“Nunca almoce sozinho” , Keith Ferrazzi fala de networking

Esse post é para esses que, como eu, relacionavam termos como falsidade, interesse e manipulação ao conceito de networking (fazer contatos no mundo laboral). Agora aprendi que, apesar desse lado escuro seguir existindo, o networking também pode ser sincero, ético e natural.

Nunca almoce sozinho - Keith Ferrazzi fala de networking

“Nunca almoce sozinho”, de Keith Ferrazi

Há um tempinho chegou às minhas mãos o livro “Nunca almoce sozinho” de Keith Ferrazzi. Foi um bom amigo que ganhou, mas pelo que se vê ele tinha também um conceito negativo sobre o networking, que é o assunto do livro, e quando viu a palavra marketing ali escrita pensou que eu podia estar interessada nele.

Nunca almoce sozinho” se apresenta como “O guia para as relações profissionais de sucesso: aprenda a construir uma rede de contactos, amigos e mentores“. Eu nunca teria comprado um livro assim, mas já que ele tinha chegado até mim, resolvi lê-lo e ver o que podia tirar de bom dele… E sim, valeu a pena.

Keith Ferrazzi se auto-define como um gurú dos relacionamentos com mentalidade de liderança. Nasceu em uma família humilde, e sua habilidade para o networking levou ele até o sucesso pessoal e profissional internacionalmente.

 

Minha visão do networking

Algumas das técnicas sugeridas pelo gurú não são muito do meu gosto, mas a realidade é que o Keith sabe muito dessa área e tem muito a nos ensinar. Todos nós podemos, fazendo um bom uso da nossa capacidade crítica e atitude positiva, aprender muito dessa Bíblia do networking.

Depois de ler “Nunca almoce sozinho“, cada um de nós trará conclusões próprias, concordaremos em muitas (ou poucas) coisas, rejeitaremos outras e adaptaremos a mensagem segundo nosso critério. Segue o meu:

Não é para fazer contatos como parte do seu trabalho, mas para mudar internamente, como pessoa, para conseguir  nos apaixonarmos de verdade pela ideia de conhecer a outros, seja no trabalho ou fora dele.

Seguem algumas frases extraídas do livro que ilustram meu conceito do bom networking:

Você não pode triunfar sozinho.

Nosso passado não precisa ser também o prólogo do nosso futuro.

O homem “feito por si mesmo” não existe. Estamos feitos de milhões de outros.

Vocês devem fazer mais do que aceitar a generosidade dos outros. As vezes devem ir e pedi-la.

Os cenários onde só uma parte ganha, frequentemente significam que ambas as partes perdem no logo prazo.

Ninguém vira astronauta por acidente.

Um desejo que não está escrito não é mais do que um sonho. Quando você o escreve, ele vira um compromisso, uma meta.

O pior que pode acontecer é receber um não.

Fale pouco, mas diga muito. Que seja rápido, confortável e definitivo.

Precisa se deixar governar pela ideia de que um deve tentar compreender primeiro , e depois se fazer entender.

Escutar é uma habilidade crucial para o networking.

Se interesse sinceramente pelos demás.

Sorria.

E mais algumas… 🙂

Cada pessoa que conhece é uma oportunidade para ajudar e ser ajudado.

Os negócios são, no final, a habilidade de motivar um grupo de indivíduos a tornarem um conceito em uma realidade; a levar uma teoria até a prática; a ganhar a confiança dos seus empleados e companheiros; a animar aos outros a executar seus planos.

Todo homem que eu conheço é superior a mim em alguma coisa. Nessa coisa, aprendo  com ele.

Meus esforços devem estar alimentados por uma paixão profunda e uma série de crenças que devem ir além do meu próprio benefício.

Deve acreditar em alguma coisa para os outros acreditarem em você.

Não há melhor manera de aprender alguma coisa e virar um esperto, do que ensinar aos outros.

Quanto mais nos preocupamos com a felicidade dos outros, maior é nossa própria felicidade.

Fazendo um esforço, pode quebrar o teto que parecem ter colocado em você e mudar a visão que as pessoas têm das suas capacidades.

Não há lugar para conformistas no caminho para o sucesso.

Consegui acordar sua curiosidade? Sinta-se convidado a ler o livro e tirar suas próprias conclusões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top

Esta web usa cookies para mejorar la experiencia de navegación. Si continuas navegando aceptas su uso. Más información

Las opciones de cookie en Rocío Miró están configuradas para "permitir cookies" para ofrecerte una mejor experiencia de navegación. Si sigues utilizando Rocío Miró sin cambiar tus opciones o haces clic en "Aceptar" estarás consintiendo las cookies de este sitio.

Cerrar